Mostrando postagens com marcador Agricultores familiares. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Agricultores familiares. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 10 de maio de 2022

Agricultores familiares do Baixo Sul recebem kits produtivos



O Governo do Estado entregou, nesta segunda-feira (09), no município de Ituberá, kits produtivos, contendo insumos e equipamentos, para agricultores e agricultoras familiares do território de identidade Baixo Sul. A ação é resultado de um convênio firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e o Consórcio Intermunicipal do Mosaico das Apas do Baixo Sul (Ciapra).

Os kits produtivos são compostos por itens como calcário, gesso agrícola, e mudas de cacau, selecionadas pela Biofábrica da Bahia. Está incluída também a análise de solo, para que o manejo seja adequado, resultando na qualificação da produção e aumento da produtividade. Essas iniciativas são continuidade de uma ação que vem sendo desenvolvida desde 2019 e está beneficiando 2.400 famílias de agricultores familiares de municípios do Baixo Sul que integram o Ciapra, no âmbito do projeto Cacau Mais.

segunda-feira, 25 de abril de 2022

Títulos de terra são entregues para agricultores familiares de Serrolândia e Capela do Alto Alegre



Agricultores familiares de Serrolândia e Capela do Alto Alegre, no território de identidade Bacia do Jacuípe, foram beneficiados, nesta quarta-feira (20) e sexta-feira (22), com a entrega de 98 títulos de terra.

A iniciativa, do Governo do Estado, é resultado da parceria firmada entre a Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), unidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e o Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território Bacia do Jacuípe, no âmbito do Projeto Bahia Mais Forte, Terra Legal. A ação conta ainda com a parceria da Associação dos Registradores de Imóveis da Bahia (Ariba), que viabiliza a entrega do título já registrado em cartório.

quinta-feira, 24 de março de 2022

Agricultores familiares de comunidades quilombolas do Piemonte da Diamantina recebem o CEFIR



O Governo do Estado entregou 570 certificados do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (CEFIR) para Povos e Comunidades Tradicionais (PCT) de nove quilombos do Território de Identidade Piemonte da Diamantina, localizados nos municípios de Jacobina, Mirangaba e Caém. A ação beneficiou agricultores/as atendidos pelo projeto Pró-Semiárido. Até março de 2023 a meta é beneficiar 28 comunidades e certificar 1.652 famílias na região.

O CEFIR tem por finalidade proteger o território de explorações indevidas, ajudar no planejamento ambiental, uso da área e regularizar a situação documental das famílias, o que contribui para o acesso a políticas públicas destinadas à agricultura familiar e especificas para comunidades quilombolas. “O objetivo desse trabalho é proteger as áreas, proteger o território, principalmente da chamada grilagem verde, uma situação que tem ocorrido bastante, e regularizar a situação documental das famílias”, explica Jacson Machado, Engenheiro Ambiental e Sanitarista do Pró-Semiárido.

quinta-feira, 10 de março de 2022

Nova agroindústria de mandioca beneficia agricultores e agricultoras familiares em Caculé



Forno e fogão industrial, câmara de controle de fermentação, pingadeira para biscoito, batedeira planetária, amassadeira e uma estrutura renovada de agroindústria de mandioca. Imagina a alegria dos agricultores familiares da comunidade de Apóstema e Tingui, no município de Caculé, no território Sertão Produtivo, com a chegada desses equipamentos na comunidade?

Pois foi isso que aconteceu no local, graças aos investimentos de R$ 465 mil do projeto Bahia Produtiva que, além da obra e equipamentos, garantiu também a assistência técnica e extensão rural (Ater) para os cooperados.

domingo, 6 de março de 2022

Investimentos do Governo do Estado garantem o acesso à água para a produção de agricultores familiares



A execução da limpeza de aguadas em comunidades rurais dos municípios de Vitória da Conquista e Caraíbas, do território de identidade Sudoeste Baiano, garantiram o acesso à água para a produção, para mais de 600 famílias de comunidades rurais, além de possibilitarem o planejamento de novos plantios e promoverem segurança alimentar e nutricional e a geração de renda para essas famílias.

Nos municípios de Vitória da Conquista e Caraíbas foram realizadas 52 limpezas das aguadas coletivas beneficiando cerca de 20 comunidades rurais. A ação foi executada pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), no âmbito do programa Água para Todos. Os recursos são oriundos de emenda parlamentar.

domingo, 6 de fevereiro de 2022

Agricultores familiares do Sudoeste Baiano melhoram hábitos alimentares com alimentos da biodiversidade local



Agricultores e agricultoras familiares de comunidades rurais do Sudoeste Baiano agora possuem hábitos alimentares mais diversificados e nutritivos, a partir da valorização da biodiversidade local. Esse é o resultado do Plano de Ação de Segurança Alimentar e Nutricional do projeto do Governo do Estado, Bahia Produtiva.

Isso foi possível após a capacitação realizada pelo Centro de Convivência e Desenvolvimento Agroecológico do Sudoeste da Bahia (Cedasb), prestadora de assistência técnica e extensão rural (Ater) contratada pelo projeto, nas Comunidades Bela Vista e Casa Nova, no município de Belo Campo, Timorante, de Nova Canaã, e Bengo, em Bom Jesus da Serra.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Equipes técnicas do Governo do Estado seguem realizando diagnóstico e regularização de documentos de agricultores familiares



Iniciou, nesta segunda-feira (24), mais uma etapa de mutirões promovidos pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR). Desta vez, a ação está ocorrendo, simultaneamente, em municípios dos Territórios Chapada Diamantina e Piemonte do Paraguaçu. 

A iniciativa visa a realização de diagnósticos geolocalizados, para o levantamento da situação de propriedades rurais de agricultores e agricultoras familiares, assentados e assentadas de reforma agrária e representantes de povos e comunidades tradicionais, atingidos pelas fortes chuvas, que ocorreram no último mês de dezembro e no início de janeiro.  Os diagnósticos irão subsidiar o planejamento de políticas públicas para essas áreas.

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Agricultores familiares quilombolas da zona rural de Monte Santo melhoram a criação de caprinos



A comunidade quilombola Lage do Antônio, no município Monte Santo, no Território de Identidade Sisal, está incrementando a criação de caprinos com o apoio do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva.

Foram destinados à Associação Comunitária dos Produtores Rurais do Quilombo Remanescentes de Lage do Antônio recursos de R$ 649,8 mil, visando o aumento da renda de 45 famílias e a possibilidade de acesso ao mercado.

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Agricultores familiares do Território Sertão Produtivo participam da ação Adote uma Árvore



Agricultores e agricultoras familiares de 24 comunidades, de nove municípios do Território Sertão Produtivo, estão participando da ação Adote uma Árvore. O objetivo é incentivar essas famílias para o plantio de arvore nativas e frutíferas em seus quintais, aumentar a produção de frutas e, consequentemente, contribuir para uma alimentação diversificada e saudável, além de conscientizar sobre a preservação do meio ambiente. 

Estão sendo atendidas 500 famílias. A iniciativa é da equipe da Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf), que presta serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater) aos beneficiários do Bahia Produtiva, projeto do Governo do Estado, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial. São distribuídas mudas nativas de Pau D' Alho e Paineira, e de frutíferas como goiaba, laranja, graviola e ponkan.

domingo, 5 de setembro de 2021

Agricultores e agricultoras familiares de Tancredo Neves comercializam alimentos para programa institucional


Agricultores e agricultoras familiares da Associação dos Pequenos Agricultores da comunidade do Riacho do Caboclo (ASPARC), localizada no município de Presidente Tancredo Neves, garantiram a comercialização de 2.746,5 quilos de alimentos, por meio do Programa Nacional de Aquisição de Alimentos (PAA) emergencial. Desde abril, a associação já entregou ao programa 15.070 quilos de alimentos.

A ação contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (FASE), organização que presta assistência técnica e extensão rural (Ater) à ASPARC, via contrato firmado, por meio da Chamada Pública Ater Agroecologia, com a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Edvalda Lima, presidente da ASPARC, destacou que essa é uma política pública importante para os pequenos agricultores: “O PAA emergencial está beneficiando 19 famílias, que estão vendendo seus produtos, dentre elas, a maioria é de mulheres que estão à frente desse projeto, que é tão importante porque conseguimos comercializar nossos produtos com preço justo. Com isso, vai garantir a renda das famílias e o melhor é que a gente consegue comercializar nossos produtos que serão distribuídos para as famílias que realmente estão em situação de vulnerabilidade”.

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Podcast Conhecendo o Mercado traz orientações para os agricultores familiares sobre como melhorar o negócio



Marketing, Branding, Pesquisa, Canais de Distribuição.O que isso tem a ver com agricultura familiar? Você vai descobrir ao escutar a série de podcasts Conhecendo o Mercado, uma iniciativa do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, para divulgar informações e dicas para descomplicar a vida e alavancar os negócios do agricultor e da agricultora familiar. 

Quem explica um pouco sobre o novo programa é o coordenador de Inteligência de Mercado do projeto Bahia Produtiva, Aldir Parisi, um entusiasta do novo podcast: “Os temas e as abordagens terão como objetivo levar informação às organizações da Agricultura Familiar de forma simples e abrangente. Também mostram como as organizações poderão se tornar mais profissionais na sua caminhada de comercialização e acesso a mercados”.

Para o coordenador do Projeto Bahia Produtiva, Fernando Cabral, o objetivo principal é difundir informações de qualidade para todos os cantos do Estado: “Este material servirá como orientador para o tema de mercado neste estágio do projeto. Os podcasts terão um papel importante para que as organizações da Agricultura Familiar possam ter maior conhecimento de como se preparar para acessar mercados”.

terça-feira, 31 de agosto de 2021

Valorização da piaçava garante renda para agricultores familiares do Baixo Sul da Bahia


Com um cultivo sustentável voltado para comercialização, agricultores familiares ligados à Associação de Biojoias, Pesca e Agricultura de Ituberá (Abpagi), do Baixo Sul baiano, com sede no município de Ituberá, estão garantindo renda para suas famílias com a produção da piaçava.

A vassoura da piaçava, antes vendida por R$32 a arroba beneficiada, passou para R$55. A fita da piaçava, de R$28, hoje é comercializada por R$60. O produto agora mais qualificado e valorizado é resultado dos investimentos do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva.

A expectativa é de aumento do faturamento, com os novos contratos que vêm sendo firmados. Nesta segunda-feira (30), por exemplo, foi entregue a primeira remessa da venda, do total de 1.800 unidades, de pentes feitos de piaçava, para construção de coberturas para o Instituto Pataxó de Etnoturismo, em Porto Seguro.

sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Dia da Avicultura é celebrado com mudança de renda para os agricultores familiares



Da criação de pequenos galinheiros no quintal apenas para consumo próprio, para galinheiros que geram renda e se tornam a principal atividade de agricultores e agricultoras familiares. É assim, com transformação de vida e geração de renda para o rural baiano, que o Governo do Estado celebra, neste sábado (28), o Dia da Avicultura. 

A atividade tem papel importante na geração de emprego e renda de milhares de famílias baianas, tanto pelo consumo do ovo quanto das carnes, e está avançando na Bahia devido aos investimentos da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio dos projetos Pró-Semiárido e Bahia Produtiva, executados pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e do serviço de assistência técnica da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater). No total, estão sendo aplicados mais de R$ 52 milhões.

Com os recursos de mais de R$ 6,7 milhões aplicados em construção de galinheiros rústicos, aquisição de motoforrageiras, compra de aves e implantação de ensaios forrageiros agroecológicos (áreas de experimentação e cultivo de forragem para animais), o Pró-Semiárido tem aumentado a renda de 2.255 famílias agricultoras com a criação de galinhas e a venda dos ovos.

segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Agricultores familiares de São Sebastião do Passé comercializam três toneladas de alimentos para programa institucional



Três toneladas de alimentos foram comercializadas, na última sexta-feira (13), por agricultores e agricultoras familiares de São Sebastião do Passé, para o Programa Nacional de Aquisição de Alimentos (PAA). Entre os produtos estavam aipim, bolos diversos, broa de milho, coco seco, banana-prata, batata-doce, maracujá e milho.

O PAA é um programa executado na Bahia pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), por meio da Superintendência de Inclusão e Segurança Alimentar (SISA), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), via equipes técnicas da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), com recursos oriundos do Governo Federal, Governo da Bahia e Emendas Parlamentares.

No município de São Sebastião do Passé, os alimentos foram distribuídos para 240 famílias cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município, em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura e Ação Social.

terça-feira, 10 de agosto de 2021

Agricultores familiares já podem aderir ao Garantia-Safra 2021/2022



Agricultores e agricultoras familiares de municípios do Semiárido Baiano podem aderir ao programa Garantia-Safra, na safra 2021/2022. As adesões estão sendo feitas em duas etapas: primeira etapa na safra Verão, que acontece até o dia 21 de setembro e a segunda etapa, na safra Inverno, até o dia 20 de fevereiro de 2022.

Na Bahia, poderão aderir ao programa um total de 345 mil agricultores familiares. Os agricultores e agricultoras, que já possuíam inscrições nas safras 2019/2020 ou 2020/2021 e estão com a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ativa, tiveram, automaticamente, as inscrições migradas para a safra 2021/2022. Para conferir se a inscrição foi migrada, os interessados podem acessar este link.

Caso a inscrição não tenha migrado, os agricultores e agricultoras devem verificar com a Secretaria Municipal de Agricultura, o Serviço Municipal de Agricultura (Semaf), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais ou com a equipe técnica da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que atua nos 27 Territórios de Identidade da Bahia, o motivo e os ajustes que serão necessários fazer para regularizar o cadastro.

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Agricultores familiares da zona rural de Monte Santo melhoram produção de caprinos e ovinos


Os agricultores familiares da Comunidade Curral Falso, localizada no município de Monte Santo, Território do Sisal, estão incrementando a produção de caprinos e ovinos com o apoio do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva.

Foram destinados à Associação São Domingos dos Pequenos Agricultores de Curral Falso recursos de R$ 837,7 mil visando o aumento da renda de 34 famílias, diretamente, e a possibilidade de acesso ao mercado. Para isso, já foram entregues 510 mil raquetes de palma doce e miúda e construídos 34 apriscos e cisternas de produção, com capacidade de armazenamento de 52 mil litros de água da chuva. Também serão entregues seis reprodutores ovinos e quatro reprodutores caprinos, além de máquinas e equipamentos, para potencializar o manejo alimentar, como máquina forrageira e reboque.

Romilda de Jesus está entre os criadores que estão motivados e com muitas expectativas futuras: “Os apriscos melhoraram nosso manejo com os animais, antes não tinha como a gente prender para dar remédio, fazer o manejo sanitário e alimentar. As palmas também têm muita importância, principalmente no período de estiagem, que a gente não tem muito recurso para alimentação”.