quarta-feira, 22 de junho de 2022

Mercado Municipal de Seabra será requalificado



A população de Seabra, município localizado na Chapada Diamantina, passará a contar, em breve, com um novo espaço de comercialização de produtos. O anúncio aconteceu durante a assinatura do convênio para a requalificação do Mercado Municipal de Seabra, firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a Prefeitura Municipal de Seabra, nesta terça-feira (21), na sede da SDR, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

O Mercado Municipal será reformado e ampliado, com recursos da ordem de R$ 3,7 milhões. O objetivo é impulsionar o comércio de produtos e a agricultura familiar, gerando mais conforto e segurança para feirantes, comerciantes locais e regionais e para a população em geral.

Segundo o secretário da SDR, Jeandro Ribeiro, a primeira etapa da reforma do mercado de Seabra, que será totalmente requalificado, inclui uma nova cobertura na frente do mercado, para, em seguida, acontecer todo o processo de requalificação do espaço interno. “Os mercados municipais compõem uma estratégia de fortalecer a agricultura familiar no local de venda, por isso o Governo do Estado vem realizando essa ação em mais de 150 mercados municipais, com mais de R$ 100 milhões investidos. Essa é uma estratégia que vem dando certo e vem sendo ampliada”.

O prefeito de Seabra, Fábio Miranda, destaca que a requalificação será de grande valia, já que Seabra é uma cidade polo na Chapada. “Nós temos uma feira muito movimentada, que funciona semanalmente, abraça toda a agricultura familiar e movimenta não só Seabra, mas as cidades circunvizinhas. Então, esse melhoramento, uma vez que esse mercado foi construído há mais de 30 anos, vai trazer geração de renda e melhorar o funcionamento do comércio local, sobretudo das pessoas que sobrevivem da agricultura familiar”.

O prefeito afirma que, seguramente, mais de duas mil famílias serão beneficiadas, porque, segundo ele, não só envolve as pessoas que estão ali na feira vendendo, mas também outras, como os que atuam no transporte de entrega de mercadorias e na venda de outros produtos, entre outras famílias.

A ação é do Governo do Estado, executada por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR)