Mostrando postagens com marcador safra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador safra. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Produção baiana de grãos segue com expectativa de nova safra recorde em 2022



O quarto Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), relativo a abril de 2022, com dados sistematizados e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), estimou a produção de cereais, oleaginosas e leguminosas, na Bahia, em 11,16 milhões de toneladas (t), o que representa um crescimento de 6,2% na comparação com a safra 2021 – que foi o maior resultado da série histórica do levantamento para o conjunto de produtos pesquisados.

Em relação ao levantamento do mês anterior, houve uma variação positiva de 0,3 ponto percentual. As áreas plantada e colhida ficaram ambas estimadas em 3,35 milhões de hectares (ha), o que corresponde, nas projeções do IBGE, a uma expansão de 4,5% na comparação anual. Dessa forma, o rendimento médio esperado (3,32 t/ha) da lavoura de grãos no estado é 1,6% superior na mesma base de comparação.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

Governo baiano comemora previsão de nova safra recorde de grãos em 2022



“Em 2021 tivemos o maior resultado da série histórica do levantamento para o conjunto de produtos e para este ano temos um novo prognóstico de safra recorde, o que, para nós é motivo de comemoração, tamanha a contribuição deste segmento para o crescimento do nosso estado”. A avaliação do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, é referente à estimativa do primeiro Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), relativo a janeiro de 2022, realizado pelo IBGE e sistematizado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Bahia encerra 2021 com safra de grãos 4,4% superior ao ano anterior



O décimo segundo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola estimou a produção em 10,5 milhões

A safra de grãos alcançou 10,5 milhões de toneladas (t) em 2021 na Bahia, o que representa crescimento de 4,4% na comparação com a safra 2020. Foi colhida 6,8 milhões/t de soja em 2021, o melhor resultado da série histórica do levantamento, o que correspondeu a uma alta de 12,6% em relação a 2020. A área plantada com a oleaginosa totalizou 1,7 milhão de hectares, que superou em 4,9% a de 2020, e o rendimento médio esperado da lavoura ficou em 4,0 t/ha.

sábado, 11 de dezembro de 2021

Safra de grãos estima crescimento de 3,9% em relação a 2020, já indústria baiana cresce 2,7% em outubro



A produção baiana de cereais, oleaginosas e leguminosas chega ao 11º mês do ano com estimativa positiva de 10,45 milhões de toneladas (t) em 2021, o que representa crescimento de 3,9% na comparação com a safra 2020. A safra recorde de soja e alta na produção de cacau e de uva são os destaques da lavoura baiana este ano. Os números da produção industrial no Estado também se mantiveram positivos, sobretudo em um momento em que a média da produção nacional apresentou recuo. Em outubro, o crescimento baiano foi de 2,7% frente ao mês de setembro. No mesmo período a média da produção nacional registrou recuo de 0,6%.

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Bahia: safra de grãos deve alcançar recorde de 10,5 milhões de toneladas este ano



A Bahia deve alcançar 10,5 milhões de toneladas em 2021 na safra de cereais, oleaginosas e leguminosas. O resultado representa um crescimento de 4,8% na comparação com a safra 2020, que foi o melhor resultado da série histórica da pesquisa. A análise e sistematização foram feitas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan) nesta terça-feira (10). Os dados são do sétimo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

“A Bahia mais uma vez mostra sua força na produção agrícola, setor que a cada dia ratifica sua importância para economia do estado e que está em constante crescimento utilizando o que há de mais moderno em tecnologia de produção”, ressalta o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento.