Mostrando postagens com marcador Aids. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Aids. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 26 de outubro de 2021

CPI aprova requerimento para Bolsonaro ser banido das redes sociais

Imagem: Mídia Ninja

Os membros da CPI da Covid aprovaram, hoje (26), o requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) que solicita a suspensão dos acessos de Jair Bolsonaro aos seus perfis nas redes sociais. A medida ocorre após o presidente propagar notícia falsa de que vacinas contra a covid-19 facilitariam a infecção por HIV. O documento pede ainda que o chefe do Executivo se retrate pela informação mentirosa divulgada em sua live semanal no Youtube.

Além de ter as publicações do vídeo retiradas do Facebook e do Instagram, o presidente teve o material excluído do Youtube e pode ter o seu canal na plataforma cancelado.

Os membros da CPI estão reunidos neste momento para aprovação do relatório final do senador Renan Calheiros, que propõe o indiciamento de 80 pessoas, entre elas, o presidente Jair Bolsonaro, por crimes de responsabilidade e crimes contra a humanidade cometidos durante a pandemia de coronavírus.

A decisão dos membros do colegiado será remetida ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, para tomada de providências em relação ao presidente da República, que continua contribuindo para sabotar estratégias de contenção da pandemia no Brasil.

Fonte: Carla Kunze

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Facebook e Instagram removem vídeo em que Bolsonaro liga vacinação contra o coronavírus à Aids

Presidente da República fez afirmação mentirosa na sua live semanal, na última quinta-feira (21/9). O vídeo fere as regras das redes sociais, que proíbem divulgação de informações falsas sobre a Covid-19


A última edição da live semanal do presidente Bolsonaro foi removida do Facebook e do Instagram. Durante a transmissão, o chefe do Executivo afirmou que as vacinas contra a Covid-19 poderiam causar imunodeficiência adquirida, a Aids.

Sem embasamento científico, a afirmação estava em uma suposta notícia lida pelo presidente. No entanto, não existe relação entre o HIV (vírus causador da Aids) e a Covid-19, nem entre o HIV e as vacinas contra a Covid-19.

É a primeira vez que uma live do presidente é removida das plataformas, embora a divulgação de informações falsas por Bolsonaro seja recorrente. Apenas uma outra publicação do mandatário havia sido retirada do Facebook antes, um vídeo defendendo o uso de cloroquina - comprovadamente ineficaz contra a Covid-19 - e pregando o fim das medidas de distanciamento social.

Fonte: Carla Kunze com informações de O Povo