quinta-feira, 28 de julho de 2022

Banco do Brasil e Caixa Econômica se recusam a assinar manifesto pela Democracia

 O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal decidiram não assinarem o Manifesto em defesa da Democracia apoiado pela Febraban- Federação Brasileira dos Bancos.

Foto reprodução


O manifesto organizado pela FIESP- Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, foi aprovado pela Febraban que resolveu subscrever o documento.

Pegando carona no Manifesto organizado pelos ex-alunos de Direito da USP, a FIESP decidiu elaborar seu próprio documento, mas a leitura dele se dará no mesmo dia do manifesto organizado pela USP- 11 de agosto- Dia do Estudante 

Por serem administrados pelo Governo, os dois bancos públicos resolveram se opor ao Manifesto e não e optaram em não assinar o documento.

O motivo é que eles não querem contrariar o governo federal. A Caixa por sua vez está enfrentando uma crise moral interna, e se opor ao governo não é uma boa alternativa no momento.


Por Kátia Figueira de Oliveira