quinta-feira, 9 de junho de 2022

Médio Sudoeste reforça união na agricultura familiar durante Caravana Parceria Mais Forte



Um grande encontro entre agricultores e agricultoras familiares, secretários de Agricultura e representantes do Governo do Estado, aconteceu, nesta terça-feira (7/6), no auditório da Câmara Municipal de Itapetinga, no território Médio Sudoeste. O evento da Caravana Parceria Mais Forte Juntos Para Alimentar a Bahia foi de extrema importância para o reencontro de todos aqueles que desejam uma agricultura familiar mais forte e pujante no território.

O gestor da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Lanns Almeida, apresentou o balanço das ações do Governo nos últimos anos para impulsionar a agricultura familiar da região. “A gente veio mostrar e ratificar o quanto o Governo do Estado tem investido na agricultura familiar aqui. 66% dos estabelecimentos rurais desse território são da agricultura familiar, ou seja, são mais de sete mil famílias agricultoras, recebendo os investimentos via Bahia Produtiva, Água para Todos, assistência técnica e extensão rural (Ater), recuperação de feiras livres, entrega de barracas e agroindústrias”.

A apresentação do balanço para as mais de 100 pessoas presentes gerou discussões essenciais para o congraçamento da agricultura familiar no Médio Sudoeste, como afirma o Chefe do Escritório Territorial da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) no Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) do Médio Sudoeste, Adroaldo Almeida. “Essa Caravana contribuiu demais para os 13 municípios do território e criou um entendimento do que é a categoria econômica e profissional da agricultura familiar. Foi uma festa de trabalho do Médio Sudoeste”.

Entre os agricultores e agricultoras familiares, não faltaram elogios aos projetos desenvolvidos. A presidente da Associação dos Pequenos Agricultores de Itapetinga, Jussileide Novaes, comentou os avanços nas comunidades parceiras. “Nós fizemos uma parceria com a Associação dos Piscicultores e Agricultores de Itapetinga, que recebeu investimentos do projeto Bahia Produtiva, e foi bom porque são políticas públicas que estão chegando aos nossos municípios”.

Por lá, foram 34 famílias beneficiadas com mais de R$ 56,1 mil de recursos direcionados para a horticultura e produção de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs). Assim como na Associação dos Moradores e Pequenos Produtores Rurais de Itambé (Amprovale), liderada pela agricultora familiar, Joelma Chaves. No local, foram R$ 58 mil para trabalhar a horticultura orgânica, já em processo de certificação. “As enchentes de dezembro afetaram muito o nosso município. Então, esse edital 15 (emergencial), foi fundamental para 160 mulheres desempregadas, que estão conseguindo gerar renda graças a esse projeto.” 

 

Representantes parceiros

Secretários de Agricultura e dezenas de representantes dos municípios compareceram ao encontro, que contou também com o assessor especial da Casa Civil do Estado, Lucas Costa, a representante do Colegiado de Desenvolvimento Territorial (CODETER), Joana D´Arc Gusmão, a Agente de Desenvolvimento Territorial da Secretaria de Planejamento, Magali Cedro e a gestora do Centro Territorial de Educação Profissional do Médio Sudoeste (CETEP), Sirlene Pereira, que inclusive levou 30 alunos de Ciências Agrárias, Zootecnia, Meio Ambiente e Agroecologia, para os debates.

“Nós acreditamos na juventude e estamos trazendo esses jovens para quebrar com esse preconceito relacionado ao êxodo rural. Eles estão aprendendo com a educação profissional para permanecerem na zona rural e melhorarem a vida deles e de suas famílias por meio do conhecimento técnico”, comentou Sirlene.

Satisfeitos com a presença dos estudantes, os representantes do Governo do Estado como o superintendente da Bahiater, o assessor especial da CAR, Ivan Fontes e a chefa de gabinete da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), Cláudia Campos, aplaudiram a participação da juventude no local. “Só de 2015 para cá, na área de ciências agrárias, nós temos mais de 8 mil estudantes formados. Então, a gente tem um potencial grande para desenvolver esses jovens nessa política pública que o Estado fomenta para que esses jovens e essas jovens tenham oportunidades, e não vai ser diferente também nas nossas chamadas públicas”, comentou Lanns Almeida.

 

Caravana Parceria Mais Forte

A Caravana Parceria Mais Forte Juntos para Alimentar a Bahia começou dia 17 de maio e vai até 10 de julho. Ela tem o objetivo de apresentar à sociedade baiana as ações que estão sendo executadas pelo Governo do Estado para a agricultura familiar. A cada semana são realizados encontros nos diferentes territórios. Confira a programação no site da SDR: www.sdr.ba.gov.br